terça-feira, 26 de julho de 2016

Como saber se você está resfriado ou gripado?



No Brasil chega a ser cultural, confundirmos resfriado com gripe, ou até mesmo acharmos que as 2 doenças são a mesma, o que não é verdade. Vamos lá ver quais são as semelhanças que nos levam a essa confusão, e quais são as diferenças que podemos identificar sem exames laboratoriais ou exames especializados:


O que é o resfriado ?

Resfriado é uma infecção de vias aéreas superiores (Nariz, fossas nasais, seios peri nasais, boca, faringe e laringe), possui um quadro auto limitado e benigno, ou seja, raramente ou nunca causa morte, e tende a regredir sozinha. É transferida por contato direto e por meio das gotitas de flugge, (micro partículas que são expelidas em forma de líquido quando tossimos ou espirramos) e o principal vírus causante é o Rinovírus, porém o mesmo vírus da gripe (Infliuenza) pode causar o resfriado também. O médico pode diagnosticar seu resfriado como rinossinusite ou nasofaringite, o que não mudaria a complexidade nem o tratamento da doença.

O que é gripe ?

A gripe também é uma infecção do trato respiratório, mas não se restringe ao trato superior, afeta a todo o trato respiratório. Também possui um quadro auto limitado e na maioria das vezes benigno, mas causando alguns casos de mortes por todo o mundo. Tem a mesma forma de transmissão do resfriado, e é causada pelos vírus Influenza.

Sintomas:
A gripe sempre causa febre, e na maioria das vezes alta. (>39ºC)
O resfriado raramente causa febre em adultos, e geralmente causam febre baixa em crianças. (38 a 38,5ºC)

As 2 doenças causam rinorreia(corrimento nasal), obstrução nasal, cefaleia, e podem causar tosse em 30% dos casos.

Obs: Ao contrário do que muitos pensam, não tem muita importância a cor do muco, pode ser branco ou amarelado, o amarelo do muco são apenas anticorpos mortos.

O resfriado causa um mal estar de leve a moderado. (Dor generalizada leve e dor de cabeça leve)
A gripe causa um mal estar intenso, ou seja, se você tem todos sintomas citados, mas mesmo assim consegue ir trabalhar e fazer outras atividades, você está RESFRIADO.

Em caso de dificuldade respiratória, apresente-se imediatamente a um médico !


Qual é o tratamento?


Não existe tratamento específico para nenhuma das 2 doenças.

O tratamento consiste em diminuir os sintomas até que a doença regrida, podemos usar analgésicos e antipiréticos, como dipirona e paracetamol, para diminuir a febre e as dores, e devemos evitar a qualquer custo o uso de ácido acetil salicílico (aspirina) pois doenças causadas pelo vírus influenza, quando somadas a aspirina, podem desenvolver um quadro raro de síndrome de Reye, que é uma doença que acomete fígado e cérebro, que evolui muito rápido e na maioria das vezes é fatal.
Podemos usar fármacos para diminuir tosse, mas é desnecessário.
Para desobstruir o nariz, podemos usar anti-histamínicos de primeira geração, que só funcionam em 30% dos casos, ou podemos usar fármacos de uso tópico, como oximetazolina e fenilefrina, porém esses fármacos podem causar rinite medicamentosa em adultos, em caso de uso prolongado, e causas efeitos colaterais ainda maiores em crianças. Não use sem autorização médica !

Crianças com resfriado comum são geralmente tratadas com antipirético (em caso de febre) e solução salina para desobstrução nasal.

Como me previno ?


Atualmente existem vacinas contra o vírus da influenza, mas como o nome já diz, só previne resfriados causados por influenza, que não são maioria, e previnem a forma mais grave da gripe.

Essa vacina não é grátis para todos, apenas para crianças de 6 meses a 5 anos de idade, para idosos acima de 60 anos, e para presidiários e funcionários públicos...

Devemos sempre lavar as mãos, após o contato com alguém que possa estar infectado (Antes de levar as mãos ao rosto).

Sempre lavar as mãos após espirrar.

Curiosidade: É possível beijar alguém resfriado e não ser infectado, pois o vírus é maiormente transmitido por vias nasais, mas não é recomendado pois em pessoas resfriadas constantemente a rinorreia desce para os lábios...

Não se auto medique, procure um médico.

Publicação feita por um colunista convidado Caio Sodré, estudante do décimo semestre de médicina.

Um comentário:

  1. Amei, muito informativo, eu achava que era a mesma coisa, só que um mais forte e uma mais agudo!

    ResponderExcluir

Curta nossa página no facebook

Chat Online

Siga-nos no Twitter

Cadastre seu email para Receber as Novidades:

Recentes

recentposts